Custo X Benefício: Matemática do Guarda-Roupa vol.3

Roupa não é investimento!

Mas nem sempre a lógica da roupa é gastar o mínimo possível. Tem situações em que vale sim gastar uma graninha a mais. Depois de calcular o custo benefício, é claro! E hoje eu vim te ensinar a fazer esse cálculo!

Como calcular custo x benefício:

A gente faz assim: você divide o valor de compra da roupa por uma estimativa de quantidade de uso.

PREÇO DE COMPRA / ESTIMATIVA DE USO

Por exemplo, um vestido de festa que custa R$500, mas que será usado no máximo 3 vezes sai muito mais caro do que um jeans no mesmo valor, mas que será usado umas 50 vezes!

R$500/3 = R$166,67 por uso

R$500/50 = R$10 por uso

Qual deles tem o melhor custo benefício?

Esse cálculo revela se vale mesmo a pena levar aquela peça que aparentemente está mais cara. Se ela vai mesmo custar caro ou não depende do quanto você vai usá-la ou se será apenas dinheiro estragando dentro armário!

Benefício mesmo é amar (muito)!

Vestido custo benefício

Esse vestido da foto é um belo exemplo do cálculo de custo x benefício! Quando vi na loja amei, mas achei o preço salgado, fiquei com dó de pagar… custava uns 300 e alguma coisa (nem lembro mais kkkkk).

Mas é nesse momento que entra o autoconhecimento aliado a algum conhecimento técnico!

E Re-forma Visual é PODER - autoconhecimento - e LIBERDADE - de ser e escolher. 

Primeiramente, eu só levo pra casa, e ensino o mesmo para minhas clientes, se eu AMAR MUITO! É muito mesmo gente! Se eu gostar mais ou menos não levo!

Comprar porque está na promoção ou, pior, porque foi o que você encontrou não é calcular custo x benefício. Principalmente essas promoções leve 3 pague 2 e outras similares!

Exceto se você DE FATO estiver previamente precisando daquelas 3 peças! Do contrário é puro marketing enganoso para te fazer acreditar ser a rainha do custo x benefício, quando, na verdade, você está apenas levando 2 peças (ou 3 né!) a mais do que realmente precisa!

A primeira regra real é que você tem que A-M-A-R, se sentir a mais gata do universo, não querer tirar do corpo N-U-N-C-A-M-A-I-S!

Mas tem mais…

Bom custo x benefício é: VERSATILIDADE!

No dia em que eu comprei o vestido em questão eu já saí da loja com ele no corpo (sim, sou dessas!). E usei todos os dias do final de semana. Ele tem uma cava maior o que ajuda a não sujar ou pegar suor! Quando falei que ia colocar pra lavar rolou até um “Aleluia! Graças a Deus!” do namorado! kkkkkkkkkkk

E desde então eu já usei ele não sei quantas mil vezes. Ele é confortável e mega versátil. Já foi pra balada de salto, de bota, com jaqueta. Já foi pro trabalho, já foi pro parque, pro shopping, pro almoço, pro aniversário. Já usei com tênis, com rasteira, com sapatilha, com cardigã, com camisa jeans, jaqueta de couro, com pouco acessório, com muito acessório…

Resumidamente, é disso que se trata guarda-roupa inteligente e consumo consciente e sustentável! É disso que se trata saber que roupa não é investimento, mas saber fazer valer cada centavo que gastamos com elas!

Mais matemática do Guarda-Roupa…

 

Existem vários outros cálculos espertos e que super ajudam a montar um guarda-roupa inteligente e sustentável.

Para a sua alegria, eu já escrevi dois textos aqui no blog com os cálculos que eu ensino minhas clientes a fazerem:

Matemática do Guarda Roupas – vol. 1: introduzo o conceito de guarda-roupa inteligente

Matemática do Guarda Roupas – vol.2 : falo sobre algumas regras matemáticas para compras, a proporção ideal de um guarda-roupa inteligente e de brinde vai uma ferramenta para você analisar a proporção do seu guarda roupa!

Se esse texto te ajudou de alguma maneira me deixe saber nos comentários!

E se você tiver alguma dúvida pode deixar nos comentários também! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.