Terapia do Vestir: estudo de um caso real

Já tem um tempo que eu venho querendo trazer para vocês alguns estudos de casos que eu atendo. O primeiro será sobre a Terapia do Vestir. Psicologia da Moda é uma disciplina muito nova e eu já me acostumei às pessoas não fazerem a menor ideia do que se trata.

Quando eu falo em consultoria então, fica todo mundo sem entender esse serviço que se assemelha à consultoria de imagem, até porque usa algumas de suas ferramentas, mas que vai muito além!

É bastante comum pessoas fazerem cursos de consultoria de imagem na expectativa de aplicarem os conhecimentos aprendidos em si mesmas. Certamente são pessoas que valorizam autonomia e independência e acham que vale mais investir em conhecimento do que em uma consultoria que, no final, pode acabar te tornando dependente do conhecimento de outra pessoa. Eu, particularmente, acho esse raciocínio super válido!

Entretanto é, também, bastante comum pessoas que fazem um curso e depois, na hora do vâmo ver, não conseguem aplicar em si mesmas o que aprenderam.

Essa cliente foi exatamente assim. E olha que ela nem fez um curso rápido de fim de semana não hein. Fez um dos mais longos que têm por aí!

Normalmente o que está por trás disso é algum conflito de ordem emocional. Não é falta de conhecimento.

É falta de segurança, de confiança, de se sentir bonita de verdade, de se sentir merecedora e o mais comum deles: o medo de ser vista!

O que a gente (eu no caso né! Rsrs) faz nesses casos? TERAPIA DO VESTIR!

A pessoa não precisa aprender de novo as técnicas da consultoria de imagem, apesar de que ela pode, se quiser, contratar uma consultoria para si. Mas a grande questão aqui é dar tratamento para esse conflito emocional que a impede de colocar o que sabe em prática!

Terapia do Vestir na prática

Foram no total 6 atendimentos psicológicos, com foco exclusivo em psicologia da moda.

O nosso objetivo nesse processo era trabalhar as questões que essa cliente tinha com a própria imagem e com a construção do próprio estilo e identidade.

Ela pagou muito menos do que o que seria uma consultoria de imagem completa e recebeu exatamente o que estava precisando!

Os Resultados

Veja os resultados que ela mesma levantou no dia da nossa avaliação final (ah sim! A gente avalia e mensura resultados):

– passou a sentir vontade de experimentar novas coisas;

– conseguiu desapegar do que não usava mais e do que não representava a mulher que ela quer ser;

– aprendeu novos critérios de análise para escolher roupas, triar guarda roupa e montar looks (critérios esses baseados na sua história de vida e identidade, alinhados com seu funcionamento psicológico);

– compreendeu a importância dos seus valores pessoais como indicadores de satisfação com a própria imagem;

– descobriu como a sua história de vida e experiências marcantes (algumas até traumáticas) influenciaram a construção do seu estilo e de alguns comportamentos pouco funcionais que a estavam impedindo de colocar em prática o conteúdo aprendido no curso de consultoria de imagem.

No final, ela que vinha se julgando muito dependente, descobriu como independência é importante pra ela e conseguiu olhar para si mesma e alimentar o autocuidado e a retomada do que importa para si mesma, mesmo passando por um momento turbulento na vida pessoal.

Objetivos alcançados!

Seus objetivos de imagem tinham relação direta com a sua carreira, desejando ser vista com admiração e como uma “pessoa contratável” (sic). O aspecto feminino também tinha muita importância e foi possível observar a transição de uma imagem de menina para uma mulher madura e poderosa, sem medo de navegar pelo universo sensual.

Além, é claro, de finalmente conseguir fazer uso do curso que ela tinha feito!

Quer saber como passar pela Terapia do Vestir também? É só clicar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.